Uma perspectiva a Privatização do Emprego da Força por Atores não Estatais no Âmbito multilateral

Uma perspectiva a Privatização do Emprego da Força por Atores não Estatais no Âmbito multilateral

Download gratuito

Modelo: Livro
Disponibilidade: online
Custo do livro físico: R$ 17,00
Qtd:     - OU -   Lista de opções

Nas duas últimas décadas, a prática de o Estado alienar o uso da força transformou as companhias militares privadas em matriz de poder político. A delegação da coerção a atores privados atende, paradoxalmente, ao propósito de fortalecer a capacidade de defesa e projeção externa de alguns países. No âmbito multilateral, iniciativas de manutenção da paz e de assistência humanitária se tornaram tributárias do planejamento dessas entidades. O fenômeno da privatização do uso da força repercute sobre os interesses do Brasil, cuja ação diplomática se orienta pela administração responsável dos instrumentos coercitivos internacionais. O livro também analisa as implicações desse fenômeno para o Direito Internacional Humanitário, visto que a atribuição de funções militares a atores não-estatais afeta um de seus axiomas fundamentais: a distinção entre vivis e combatentes.

Autor Marcio Fagundes do Nascimento
Editor FUNAG
Assunto 1. Poder militar; 2. Força militar – Privatização
Ano de edição 2010
Número de páginas 202
ISBN 9788576312116
Fundação Alexandre de Gusmão
Email: funag@funag.gov.br
Esplanada dos Ministérios - Ministério das Relações Exteriores - Anexo II, Bloco H, Térreo
Cep: 70170-900 | Telefone: (61)2030-6033 | Fax: (61)2030-9125
Cnpj: 00.662.197/0001-24