Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

JOSÉ MARIA DA SILVA PARANHOS

visconde

 

Nome completo: José Maria da Silva Paranhos

Títulos / Epítetos: "Visconde do Rio Branco"

Nascimento: 16/03/1819

Local de Nascimento: Salvador, BAHIA

Falecimento: 01/11/1880

Local de Falecimento: Rio de Janeiro

 

Sobre: Diplomado em ciências matemáticas, lecionou na Escola Militar. Exerceu também a atividade de jornalista, colaborando nos jornais Correio Mercantil, O Maribondo, Jornal do Commercio e O Novo Tempo. Foi ministro da Marinha e dos Negócios Estrangeiros no governo Abaeté e ministro da Fazenda no gabinete presidido pelo barão de Caxias. Também atuou como deputado geral pelo Rio de Janeiro. Sua maior obra foi a apresentação e promulgação da Lei do Ventre Livre, em 28 de setembro de 1871, que visava à extinção gradual da escravidão no Brasil. Realizou ainda a reforma judiciária, o primeiro recenseamento geral do país, além de obras como a inauguração do cabo submarino e melhorias urbanas no Rio de Janeiro. É o patrono da cadeira nº 40 da Academia Brasileira de Letras.

(Fonte: Enciclopédia Koogan-Houaiss Digital, 2002)

Teve grande atuação na política e na diplomacia. Exerceu as funções de secretário na missão especial no Rio da Prata, sob as ordens do marquês de Paraná (1851) e, depois, ministro residente, chefe de legação e enviado especial em missões nas repúblicas da Argentina, do Uruguai e Paraguai.

(Fonte: site da ABL)

 

Carreira: 

  • Período de atuação político-diplomática: 1715-1752
  • Formação:

Escola Militar do Rio de Janeiro: Engenharia (1845)

Escola Militar do Rio de Janeiro: Doutor em Ciências Matemáticas (1846)

  • Cargos ocupados

1852: Ministro residente em Montevidéu

1853 – 1855, 1956-1957: Ministro da Marinha

1856: Vice-presidente e presidente, interino, da província do Rio de Janeiro

1855-1857, 1858-1859, 1868-1870: Ministro de Estrangeiros

1861-1862, 1871-1875: Ministro da Fazenda

1863-1880: Senador pela província de Mato Grosso

1871: Conselheiro de Estado

1871: Ministro da Guerra

1871: Presidente do Conselho de Ministros

  • Missões

1851: Secretário da missão especial no Rio da Prata, sob as ordens do marquês de Paraná

1852-1869: Chefe de legação e enviado especial em missões nas repúblicas da Argentina, do Uruguai e Paraguai

1869-1870: Colaborou na organização do governo provisório do Paraguai, ao final da guerra

 

Obras: PARANHOS, José Maria da Silva. Cartas ao Amigo Ausente. Jornal do Commercio. Rio de Janeiro, 1850-1851.

_______. A Convenção de 20 de fevereiro demonstrada à luz dos debates do Senado e dos sucessos da Uruguaiana... Rio de Janeiro: B. L. Garnier, Livreiro-Editor, 1865.

_______. O Café na Grã-Bretanha: informação apresentada a S. Exa. o sr. conselheiro Manoel Alves de Araujo. [s.l: s.n], [18--].

_______. O Tratado de 27 de março de 1867. Rio de Janeiro: [s.n], 1871.

_______. Projeto de Código Criminal Militar.  Rio de Janeiro: [s.n.],1864.

_______. Protocolo da negociação de paz celebrada na Vila da União. Rio de Janeiro: Tip. Universal de Laemmert, 1865.

 

Publicações da FUNAG: 

FRANCO, Alvaro da Costa (Org.). Com a palavra, o visconde do Rio Branco: a política exterior no parlamento imperial. Rio de Janeiro: CHDD, Fundação Alexandre de Gusmão, 2005.

PARECERES dos consultores do Ministério dos Negócios Estrangeiros. Rio de Janeiro: CHDD, Fundação Alexandre de Gusmão, 2006.

O CONSELHO de Estado e a política externa do Império: consultas da Seção dos Negócios Estrangeiros (1858-1889). Rio de Janeiro: CHDD, Fundação Alexandre de Gusmão, 2005-2009. 5 v.

 

Links externos:

http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=793&sid=355

Fim do conteúdo da página