Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Ministro da Defesa profere palestra sobre “Defesa, Segurança e Política Externa”

Com o auditório cheio, o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, dá aula inaugural para os estudantes do Instituto Rio Branco, que neste ano conta com 32 alunos brasileiros e sete estrangeiros

 

01

 

O Instituto Rio Branco (IRBr) e a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG) realizaram a aula inaugural “Defesa, Segurança e Política Externa” com o Ministro da Defesa, Raul  Jungmann, em 25 de janeiro, no auditório do IRBr. O evento contou, também, com a presença do Secretário-Geral das Relações Exteriores, embaixador Marcos Bezerra Abbott Galvão, do Diretor-Geral do Instituto Rio Branco, embaixador José Estanislau do Amaral Souza Neto e do presidente da FUNAG, embaixador Sérgio Eduardo Moreira Lima.

Durante a palestra, Jungmann discorre sobre aspectos marcantes da história do Ministério da Defesa, como a criação, em 2008, da Estratégia Nacional de Defesa (END). Outro tema tratado pelo ministro foi o livro Branco de Defesa Nacional, que atribui especial importância ao relacionamento do Brasil com os países sul-americanos, e destaca o fortalecimento das competências do Congresso Nacional em questões de defesa. O ministro ressaltou, também, as questões de defesa e segurança relacionadas ao Atlântico Sul e às fronteiras.

Aproveitando a presença de representantes do corpo diplomático e da academia, a FUNAG montou um estande de livros relacionados ao tema do curso como “A Segurança do Atlântico Sul e as Relações com a África”, “Entre o Beagle e as Malvinas”, “Diplomacia e Política de Defesa”, “O Direito do Mar”, entre outros. Todas as obras estão disponíveis para download gratuito na Biblioteca Digital da Fundação.

Defesa, Segurança e Política Externa

O objetivo do curso é apresentar para os jovens diplomatas os conceitos de defesa e segurança internacional à luz da política externa brasileira. Ao longo das aulas serão abordados, entre outros, conceitos de poder (hard, soft e smart power), políticas e estratégias, relações entre defesa, diplomacia, desenvolvimento, democracia, segurança, Estado, cenários e desarmamento.

Este ano, há 32 alunos brasileiros iniciando a carreira diplomática, além dos sete estrangeiros, sendo dois da Argentina, um da Guiné-Bissau, um da Guiné Equatorial, um de São Tomé e Príncipe, um da Mongólia e um da Palestina.

Saiba mais

Acesse a íntegra dos slides apresentados pelo Ministro da Defesa, Raul Jungmann.

Assista ao vídeo da aula inaugural.

Fotos: Arapuã Brito/ Laura Virgínia

registrado em:
Fim do conteúdo da página