Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Hermes Lima

 

84

Nascido em Livramento do Brumado (BA) e falecido no Rio de Janeiro, diplomou-se pela Faculdade de Direito da Bahia (1924). Em 1935, foi preso e acusado de envolvimento na “Intentona Comunista”. Dez anos depois, ajudou a fundar a União Democrática Nacional (UDN), sendo o candidato mais votado de sua legenda, no Distrito Federal. Após participar da Esquerda Democrática (ED) na UDN, fundou em 1947, com Mário Pedrosa, o Partido Socialista Brasileiro (PSB). Ingressou no Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) a convite de San Tiago Dantas (1953) e, no ano seguinte participou como dele­gado da X Conferência Pan-Americana em Caracas. Com a posse do primeiro-ministro Tancredo Neves (1961), chefiou o Gabinete Civil da Presidência da República. Quando Francisco de Paula Brochado ascendeu a primeiro-ministro (1962), Hermes foi nomeado para dirigir o Ministério do Trabalho. Em setembro do mesmo ano o presidente João Goulart o designou primeiro-ministro e ministro das Relações Exteriores. Procurou dar continuidade à política externa independente seguida por seus antecessores. Durante sua gestão foi criado em Cuba o Coleste, um grupo de coordenação do comércio com os paí­ses do leste europeu. Deixou o Ministério em 1963 e foi nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal (1963), de onde seria aposentado com o Ato Institucional nº 5.

Fim do conteúdo da página