Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Celso Lafer

 

100

Nascido em São Paulo, bacharelou-se em Direito e obteve o título de mestre (1967). Recebeu seu PhD em Ciência Política pela Universidade de Cornell, nos Estados Unidos (1970). Em 1977, tornou-se livre-docente na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) e, em 1980, professor associado de Filosofia do Direito do Departamento de Filosofia e Teo­ria Geral do Direito. Escreveu livros e artigos sobre direito (principalmente direito internacio­nal), direitos humanos, relações internacionais e teoria política, obras que foram publicadas em diversos países. Convidado a ocupar a pasta de Relações Exteriores (1992), na qualidade de chanceler, foi vice-presidente ex officio da Conferência das Nações Unidas para o Desen­volvimento e Meio Ambiente, no Rio de Janeiro. Promoveu a ideia da reforma do sistema das Nações Unidas (ONU) com maior participação brasileira. Durante a sua gestão, o Brasil aderiu formalmente à Convenção Americana de Direitos Humanos (Pacto de San José). Quan­do deixou o cargo (1992), retornou às atividades acadêmicas. Em 1995, aceitou o convite do presidente Fernando Henrique Cardoso para ocupar as funções de representante junto às Na­ções Unidas e aos demais organismos internacionais sediados em Genebra. Foi o primeiro re­presentante do Brasil na Organização Internacional do Comércio, sendo a partir de janeiro de 1999, ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio do governo Fernando Henrique Car­doso. Voltou ao posto de chanceler no segundo governo de FHC, assumindo em 29/01/2001.

Fim do conteúdo da página