Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

José Maria da Silva Paranhos

26

Nascido em Salvador e falecido no Rio de Janeiro, foi o ministro dos Negócios Estrangeiros que, no Império, durante mais tempo ocupou o cargo. Graduado em Matemática, ministrou aulas na Escola Militar durante grande parte de sua vida. Ingressou na política ao ser nomeado presidente da província do Rio de Janeiro (1841). Em sua primeira missão diplomática, foi secretário da missão do marquês de Paraná ao Rio da Prata (1851). Assumiu o Ministério em quatro ocasiões: junho de 1855 (por dois anos); 1858 (seis meses); 1861 (um mês); e 1868 (dois anos). Seus últimos tempos à frente do Ministério foram marcados pela Guerra do Paraguai, quando se tornou o principal nego­ciador brasileiro, ao final das hostilidades. Elegeu-se deputado pela província de Sergipe (1861) e, um ano depois, senador pela província do Mato Grosso. Foi também conselheiro de Estado (1866). O visconde do Rio Branco era pai do Patrono da Diplomacia Brasileira, José Maria da Silva Paranhos Júnior, o barão do Rio Branco.

 

Fim do conteúdo da página