Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Afrânio de Melo Franco

 

70

Nascido em Paracatu (MG), estudou no Colégio da Conceição, em São João Del Rei, e no Colégio Abílio, em Barbacena. Quando ingressou na Faculdade de Direito de São Paulo (1887), aderiu imediatamente à causa republicana. Antes de completar a Faculdade exerceu interinamente o cargo de promotor em Ouro Preto, formando-se em 1891. Secretário da legação brasileira em Montevidéu (1896), no ano seguinte exerceu a mesma função em Bruxelas. Iniciou a carreira política em 1903, primeiro como deputado estadual por Minas Gerais e, a partir de 1906, como deputado federal por oito mandatos consecutivos, tendo também participado da Comissão de Diplomacia e Tratados da Câmara. Com a entrada do Brasil na Primeira Guerra Mundial (1917), na qualidade de membro da Comissão de Diplomacia, foi redator da Lei de Guerra, soli­citada por Venceslau Brás ao Congresso. Em 1919, representou o Brasil na I Conferência Internacional do Trabalho, promovida pela Liga das Nações. Em 1923, era chefe da delegação brasileira à V Conferência Pan-Americana, em Santiago. Ocupou o cargo de embaixador permanente do Brasil junto à Liga (1924-1926). Após a Revolução de 1930, tornou-se o primeiro ministro das Relações Exteriores do Governo Provisório de Getúlio Vargas. Durante sua gestão, foram assinados 31 acordos comerciais. Sua ação como me­diador no conflito de Letícia (1933) entre Colômbia e Peru, lhe valeu uma indicação ao Prêmio Nobel da Paz, apoiado pelo Brasil e mais treze países. Em dezembro de 1933, pediu demissão do Itamaraty. Cinco anos depois, Vargas o designou presidente da delegação brasileira à VIII Conferência Pan-Americana, em Lima. No final de 1939, o ministro das Relações Exteriores, Oswaldo Aranha, o nomeou representante brasileiro na Comissão Interamericana de Neutralidade, na qual assumiu a presidência, que manteve até 1942, quando ela se transformou na Comissão Jurídica Interamericana. Foi membro da Academia Nacional de História e do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.

Fim do conteúdo da página