Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

João Neves da Fontoura

76

Nascido em Cachoeira do Sul (RS) e falecido no Rio de Janeiro, era diplomado pela Faculdade de Direito de Porto Alegre (1909). Iniciou a carreira política ao assumir o cargo de intendente em Cachoeira do Sul, após a renúncia de seu pai (1910). Eleito para a Assembleia de Representantes do Rio Grande do Sul (1921), em 1928 era vice-presidente estadual. Assumiu o mandato de deputado federal pelo Rio Grande do Sul (1928), sendo dois anos depois reeleito. Participou da Revolução de 1930, mas seus desentendimentos com Getúlio Vargas o levaram a aderir à Revolução Constitucionalista de São Paulo. Após dois anos de exílio em Buenos Aires, voltou ao Brasil e elegeu-se deputado pelo Partido Republicano Liberal (PRL). Em 1940, iniciou seus contatos com o meio diplomático, quan­do foi nomeado membro da delegação brasileira à II Reunião de Ministros das Relações Exteriores Americanos, em Havana. Embaixador em Lisboa (1943), aí permaneceu até o fim do Estado Novo. Foi ministro das Relações Exteriores no governo Dutra de janeiro a outubro de 1946. Como chanceler, participou da Conferência de Paz das 21 Nações em Paris. Em 1951, foi convidado por Getúlio Vargas para de novo assumir o Ministério. Durante sua gestão, formou-se a Comissão Mista Brasil-Estados Unidos, que visava aumen­tar os investimentos norte-americanos no Brasil. Chefiou a delegação brasileira à IV Reunião de Ministros das Relações Exteriores em Washington. Deixou a chefia do Itamaraty em junho de 1953, sendo substituído por Vicente Rao.

Fim do conteúdo da página