Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Fernando Henrique Cardoso

 

97

Nascido no Rio de Janeiro, licenciou-se em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1952). Dedicou-se à vida acadêmica, recebendo o título de doutor em Ciências pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP (1961). Em 1963, tornou-se livre-docente em Sociologia e, cinco anos mais tarde, titular da cátedra de Ciência Política, sempre na mesma Universidade. Em 1965, assumiu a docência de Sociologia do Desenvolvimento na Facultad Latino-Americana de Ciências Sociales (FLACSO) em Santiago. Dois anos mais tarde, era professor de Teoria Sociológica da Universidade de Paris – Nanterre. Transferiu-se para a University of Stanford nos Estados Unidos (1972), onde foi professor visitante. Eleito para a suplência do Senado (1978) pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), dois anos mais tarde seria um dos fundadores do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Em 1983, assumiu uma cadeira no Senado, sendo reeleito três anos mais tarde. Em 1987, seria senador constituinte e líder do PMDB. Em 1988, foi um dos fundadores do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), assumindo a liderança do partido no Senado. Em outubro de 1992, foi nomeado ministro das Relações Exteriores do governo Itamar Franco. Deixou o cargo em maio de 1993, para ser ministro da Fazenda. Foi eleito presidente da República no primeiro turno (1994) como candidato da Aliança PSDB / Partido da Frente Liberal (PFL) / Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e reeleito em 1998, com mandato até 2002. Durante a sua gestão, foi lançada a Iniciativa Amazônica, que previa a negociação de acordos de livre comércio entre o Brasil e os seus pares sul-americanos. Também foi assinado um acordo bilateral com a Bolívia, para a compra de gás pelo Brasil e a construção de um gasoduto de 3.000 km. Foi de novo eleito para a presidência da República, também no primeiro turno, em 1998.

Fim do conteúdo da página