A FUNAG publicou os seguintes livros em 2019:

The Road Ahead - The 21st - Century World Order in the Eyes of Policy Planners - 2nd edition

Autor: Benoni Belli e Filipe Nasser (Editors)
Ementa: Este livro reúne um mosaico vivo de pontos de vista de uma seleção de países, originados de várias famílias históricas, culturais e linguísticas, todas com uma longa tradição de pensamento estratégico. As opiniões dos formuladores de políticas de importantes atores globais – Argentina, Brasil, Chile, China, Egito, a União Europeia, França, Alemanha, Indonésia, Itália, Japão, México, Portugal, Rússia, Singapura, Espanha, Turquia, o Reino Unido e os Estados Unidos – constituem uma rica amostra do pensamento global atual e do que pode se transformar nas políticas do amanhã.

Cadernos de Política Exterior - Ano V • Número 8 • 2019

Autor: Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais (IPRI) - Fundação Alexandre de Gusmão
Ementa: A publicação inicia-se com artigo do ministro das Relações Exteriores, embaixador Ernesto Araújo, adaptado de sua palestra proferida na abertura do seminário sobre globalismo – evento promovido pela FUNAG em 10 de junho de 2019. Na sequência, apresenta-se texto do embaixador Alberto da Costa e Silva, elaborado por ocasião da celebração do Dia da África, em 27 de maio de 2019, em evento realizado no Itamaraty. O diplomata e historiador Bruno Miranda Zétola reflete, em seu artigo, sobre o importante papel do Itamaraty no processo de internacionalização da língua, cultura e economias criativas brasileiras. Os Cadernos trazem, ainda, texto do embaixador Carlos Márcio Cozendey, com reflexão sobre a adesão do Brasil à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e as razões que justificam o interesse brasileiro em se tornar membro da Organização. Entre outros artigos.

Cadernos do CHDD - Ano 18 • Número 34 • 2019

Autor: Centro de História e Documentação Diplomática (CHDD) - Fundação Alexandre de Gusmão
Ementa: Este número traz correspondências da legação do Brasil em Montevidéu entre 1834 e 1837; da embaixada do Brasil em Lisboa entre 1937 e 1942; e do consulado do Brasil em Luanda entre 1857 e 1860. Os documentos de Montevidéu são úteis para compreender o quadro político da região e as relações do novo estado uruguaio com a Revolução Farroupilha. Juntamente com a série de documentos publicados nos “Cadernos” desde o número 31, a missão de Manoel de Almeida Vasconcellos em Montevidéu oferece um panorama dos desdobramentos dos processos que reconfiguraram as forças políticas concorrentes na Bacia do Prata a partir da década de 1830. entre outros artigos.

A Região norte e a integração: a demanda dos atores subnacionais amazônicos por integração regional

Autor: Marcelo Ramos Araújo
Ementa: Esta publicação trabalha a hipótese de que atores subnacionais da região Norte, movidos pelo interesse em seu próprio desenvolvimento econômico, demandam a cooperação, a integração viária e o livre intercâmbio comercial com países vizinhos. Estuda-se como diversas iniciativas daqueles atores sinalizam uma “demanda por integração” que, sob a coordenação do Ministério das Relações Exteriores, poderia alavancar objetivos regionais da política externa brasileira. O livro procura esboçar síntese histórica de iniciativas desenvolvidas pelo governo federal que contribuíram de alguma forma para a aproximação do Brasil a seus vizinhos setentrionais.

Brazil-India Relations: Beyond the 70 Years

Autor: Karin Costa Vazquez
Ementa: Em 2018, celebraram-se os 70 anos das relações diplomáticas entre Brasil e Índia. Buscando difundir o debate sobre os interesses e complementaridades entre os dois países, a FUNAG lança o livro Brazil-India relations: beyond the 70 years [Relações Brasil-Índia: além dos 70 anos], que em breve ganhará sua versão em português. A obra, organizada pela pesquisadora Karin Costa Vazquez, reúne artigos de brasileiros e indianos que, a partir de suas áreas de conhecimento e atuação, buscaram identificar novas oportunidades para a cooperação bilateral. Vamos descobrir o que Brasil e Índia podem acrescentar um ao outro em setores como defesa, ciência, tecnologia e inovação, desenvolvimento sustentável e energia renovável?

Relações Brasil-Índia: além dos 70 anos

Autor: Karin Costa Vazquez
Ementa: Em 2018, celebraram-se os 70 anos das relações diplomáticas entre Brasil e Índia. Buscando difundir o debate sobre os interesses e complementaridades entre os dois países, a FUNAG lança o livro Brazil-India relations: beyond the 70 years [Relações Brasil-Índia: além dos 70 anos], que em breve ganhará sua versão em português. A obra, organizada pela pesquisadora Karin Costa Vazquez, reúne artigos de brasileiros e indianos que, a partir de suas áreas de conhecimento e atuação, buscaram identificar novas oportunidades para a cooperação bilateral. Vamos descobrir o que Brasil e Índia podem acrescentar um ao outro em setores como defesa, ciência, tecnologia e inovação, desenvolvimento sustentável e energia renovável?

Rio Branco e a Política Exterior do Brasil (1902-1912) - Edição fac-similar - Coleção

Autor: Dunshee de Abranches
Ementa: Obra póstuma, publicada pela primeira vez em 1945, do jornalista e parlamentar João Dunshee de Abranches Moura sobre a chancelaria Rio Branco, sobretudo as disputas lindeiras, política comercial e inserção regional do Brasil. Ademais, trata-se da perspectiva próxima ao personagem histórico que aborda, uma vez que Dunshee era seu aliado no Congresso Nacional, e, portanto, a obra elucida questões de política interna relacionadas ao barão do Rio Branco.

Dom João VI no Brasil (1808-1821) - Edição fac-similar - Coleção

Autor: Oliveira Lima
Ementa: Clássico da historiografia brasileira, escrito pelo historiador e diplomata Manuel de Oliveira Lima. A obra trata do Período Joanino e do processo de Independência do Brasil. Do ponto de vista metodológico, apresenta sofisticado uso de fontes nacionais e estrangeiras, adiantando em quase um século a história global ao apresentar a experiência portuguesa no Brasil em um quadro de movimentos transnacionais de ideias, indivíduos e produtos, longe, portanto, de uma história diplomática de gabinete, tradição existente até então.

História da Independência do Brasil - Ed. fac-similar

Autor: Francisco Adolfo de Varnhagen
Ementa: Varnhagen iniciou a pesquisa deste volume durante a escrita do livro “História Geral do Brasil (1854-1857)”. A metodologia envolveu levantamento de periódicos e panfletos, a realização de entrevistas, e a análise da correspondência diplomática de pelo menos cinco países. Varnhagen faleceu em 1878, não chegando a publicar sua obra em vida. O manuscrito foi encontrado no acervo do barão do Rio Branco, que, conjuntamente com Eduardo Prado, fez várias anotações. A primeira edição, publicada pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) em 1916, buscou restaurar o texto original, além de redigir notas explicativas. A presente edição reproduz a segunda edição da obra pelo IHGB, de 1938.

Challenges and opportunities in the Brazil-Asia relationship in the perspective of young diplomats

Autor: Pedro Henrique Batista Barbosa - (Editor)
Ementa: Esta é a versão em inglês do livro "Os desafios e oportunidades na relação Brasil-Ásia na perspectiva de jovens diplomatas" publicado em 2017. Trata-se de iniciativa que reúne ensaios de jovens diplomatas a respeito da evolução do panorama internacional, a partir da ascensão da região da Ásia‑Pacífico. Analisa questões que raramente recebem a devida atenção no debate público ou nas discussões acadêmicas e, em seu conjunto, oferece material rico para refletir de maneira mais sistemática sobre como lidar com um mundo cada vez mais Ásia-cêntrico.

Prêmio Bruno Guerra Carneiro Leão Monografias em Direito do Comércio Internacional

Autor: Mario Alfredo de Oliveira, Leonardo Eiji Kawamoto & Jete Jane Fiorati, Natália Teixeira dos Santos, Paulo Augusto Carlos Monteiro Filho
Ementa: Este trabalho tem como objeto de estudo as cláusulas de flexibilidade nos acordos regionais de comércio internacional, com foco na presença dessas cláusulas em dois acordos específicos: The Trans-Pacific Partnership – Acordo Transpacífico – TPP e o Acordo de Ampliação Econômico-Comercial entre a República Federativa do Brasil e a República do Peru – Acordo Brasil-Peru.

História da organização administrativa da Secretaria de Estado dos Negócios Estrangeiros e das Relações Exteriores (1808-1951) - Ed. fac-similar

Autor: Marcos Romero
Ementa: A obra trata-se de manual sobre a evolução administrativa da diplomacia brasileira desde a chegada de D. João VI ao Brasil, publicado em 1951 pelo Ministério das Relações Exteriores. A despeito de ser um texto predominantemente administrativo, ocasionalmente o autor permitiu-se a análise histórica menos burocrática, como a realizada sobre o período do barão do Rio Branco. É de particular interesse o período que vai de 1945 a 1951, em que o autor apresenta as relevantes iniciativas que estruturaram o Itamaraty para o período posterior à Segunda Guerra Mundial.

O movimento da independência (1821-1822) - Ed. fac-similar

Autor: Oliveira Lima
Ementa: Lançado no centenário da efeméride, em 1922, a publicação trata do complexo processo de separação de Brasil e Portugal. A obra inicia com o regresso de D. João VI para Lisboa e tem como um de seus focos principais as Cortes de Lisboa. No Brasil, sua atenção volta-se para as lojas maçônicas, a personalidade de José Bonifácio e a força de D. Pedro I. O livro é leitura obrigatória para todos aqueles que desejam compreender as razões que levaram à Independência do Brasil.