A FUNAG publicou os seguintes livros em 2017:

Princípios do Direito Internacional Contemporâneo

Autor Antônio Augusto Cançado Trindade
Ementa: Trata-se de um verdadeiro curso de introdução ao direito internacional público, que permitirá aos leitores visão da disciplina e de sua importância para as relações internacionais e para a política externa brasileira.

The Energy Statecraft of Brazil - The Rise and Fall of Brazil's Ethanol Diplomacy

Autor Klaus Guimarães Dalgaard
Ementa: O livro analisa o desenvolvimento da política energética do Brasil entre 2012 e 2017. Originalmente apresentada como tese de doutorado defendida na London School of Economics and Political Science (LSE) em 2012, a obra foi atualizada com análise baseada em novas entrevistas com fontes primárias e secundárias.

La importancia de España para Brasil - Historia y perspectivas

Organizador: Sérgio Eduardo Moreira Lima
Ementa: A ideia deste livro nasceu de seminário realizado pela FUNAG com a Embaixada da Espanha e a Fundación Consejo España Brasil, em 31 de agosto de 2016, Brasília. A obra reúne textos de diplomatas, historiadores e acadêmicos que lançam um olhar para a evolução das relações diplomáticas entre o Brasil e a Espanha de uma perspectiva histórica.

XIII Curso para Diplomatas Sul-Americanos

Organizador: Sérgio Eduardo Moreira Lima
Ementa: A presente obra contém palestras, artigos e intervenções feitas pelos diplomatas durante a realização do Curso. Alguns dos temas tratados foram: i) a importância da América do Sul para a política externa brasileira; ii) o Mercosul; iii) a integração regional; iv) a segurança alimentar; v) a política migratória; vi) as concepções culturais brasileiras acerca da América Latina; vii) a organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA); vii) a política externa na visão da academia e da opinião pública. Organizada pelo embaixador Sérgio Moreira Lima, a obra começa com o discurso de abertura da XIII edição do Curso feita pelo então ministro de Estado das Relações Exteriores, embaixador Mauro Vieira.

IV Conferência sobre Relações Exteriores

Organizador: Sérgio Eduardo Moreira Lima
Ementa: A IV Conferência sobre Relações Exteriores (CORE), realizada na PUC-Rio, de 16 a 19 de novembro de 2015, tratou do tema “O Brasil e as Tendências do Cenário Internacional”. A conferência foi dividida em seis painéis temáticos, sendo eles: Paz e segurança – resolução de conflitos; América do Sul – perspectivas políticas, econômicas e sociais; A ONU e o futuro do multilateralismo; Comércio e investimento – integração regional e Sistema Multilateral de Comércio; Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e clima; e BRICS e IBAS.

Política Externa e Participação Social - Trajetória e Perspectivas

Autor: Vanessa Dolce de Faria
Ementa: Originalmente uma tese defendida no LXI Curso de Altos Estudos do IRBr, em junho de 2016, a obra, de autoria da conselheira Vanessa Dolce de Faria, traz o tema da participação social na formulação e monitoramento da política externa brasileira. Apresenta uma análise do caminho de abertura progressiva do Itamaraty aos principais segmentos da sociedade civil, destacando momentos importantes das últimas décadas. Prefácio assinado pelo embaixador Silvio José Albuquerque e Silva.

Os Estados Unidos e a Comissão Interamericana de Direitos Humanos

Organizadores: Marrielle Maia/Débora Alves Maciel/Andrei Koerner
Ementa: Trata-se de uma coletânea de análises dos resultados de investigação empírica sobre denúncias de violação de direitos humanos contra os Estados Unidos (EUA), apresentadas e acolhidas pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), da Organização dos Estados Americanos (OEA), no período de 1971 a 2012.

National Action Plan on Women, Peace and Security

Organizadores: FUNAG/MRE/Ministério da Defesa/Ministério da Justiça/Segurança Pública e Secretaria de Políticas para as Mulheres
Ementa: O livro (versão em inglês da publicação “Plano Nacional de Ação sobre Mulheres, Paz e Segurança”) é resultado de trabalho conjunto do Itamaraty, dos Ministérios da Defesa, da Justiça e Segurança Pública e da Secretaria de Políticas para as Mulheres, com apoio da ONU-Mulheres e do Instituto Igarapé. Reforça o compromisso do Brasil com a promoção da paz, da segurança internacional e da igualdade de gênero. A obra conta com as apresentações dos ministros das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira; da Defesa, Raul Jungmann; da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim; e da secretária de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes.

Cadernos do CHDD - Ano 16 • Número 30 • primeiro semestre de 2017

Autor: Centro de História e Documentação Diplomática
Ementa: Esta edição traz duas séries de documentos. A primeira, de apresentação do pesquisador Pablo de Rezende Saturnino Braga, reproduz seleção da correspondência diplomática trocada entre a embaixada em Londres e a Secretaria de Estado das Relações Exteriores, no biênio de 1937-1938. Segue a linha de pesquisas anteriores do Centro sobre missões diplomáticas brasileiras na Europa Ocidental, no período antecedente à Segunda Guerra Mundial e seus anos iniciais. A segunda, de apresentação do embaixador Lúcio Pires de Amorim, registra o debate, em 1952-1953, sobre o projeto de reforma administrativa para o Itamaraty. Nesta parte, a publicação mostra documentos que embasaram as reuniões para uma reformulação interna.

Barão do Rio-Branco Cadernos de Notas: A questão entre o Brasil e a França
(Maio de 1895 a Abril de 1901) Volume V "A Vitória"

Autor: Affonso José Santos
Ementa: Com este volume, intitulado “A vitória”, chega-se ao ano de 1900, quando o Conselho Federal suíço se posicionou favorável ao Brasil sobre o contestado da fronteira com a Guiana Francesa. O Barão do Rio-Branco exerceu o papel de defensor dos interesses brasileiros, ao garantir a consolidação definitiva de aproximadamente 240 mil quilômetros quadrados, território de disputa quase tricentenária, herdada de Portugal, e resolvida pelo Brasil.

Oswaldo Aranha - Um estadista brasileiro - Volume II

Organizadores: Sérgio Eduardo Moreira Lima, Paulo Roberto de Almeida, Rogério de Souza Farias
Ementa: Trata-se de uma coletânea de textos de autoria do grande estadista e diplomata responsável pela participação do Brasil, ao lado dos Aliados, na Segunda Guerra Mundial, e que garantiu a presença brasileira entre os países fundadores das Nações Unidas e do sistema de Bretton Woods.

Oswaldo Aranha - Um estadista brasileiro - Volume I

Organizadores: Sérgio Eduardo Moreira Lima, Paulo Roberto de Almeida, Rogério de Souza Farias
Ementa: Trata-se de uma coletânea de textos de autoria do grande estadista e diplomata responsável pela participação do Brasil, ao lado dos Aliados, na Segunda Guerra Mundial, e que garantiu a presença brasileira entre os países fundadores das Nações Unidas e do sistema de Bretton Woods.

A Diplomacia do Marechal

Autor: Sérgio Corrêa da Costa
Ementa: O livro traz um dos episódios reveladores do novo regime republicano e de seus atores. As ações do Exército, que precipitaram a queda da monarquia, provocaram em segmentos da Marinha profunda insatisfação e questionamentos da autoridade do presidente da república, Floriano Peixoto, o Marechal de Ferro. A ameaça de bombardeio da capital, à época Rio de Janeiro, a partir da esquadra dos insurretos atracada na baía de Guanabara, ficou conhecida como a “Revolta da Armada”. Como pano de fundo da disputa entre Exército e Marinha para a possível restauração da Monarquia, estavam os suportes de estrangeiros de algumas monarquias da Europa contra a ajuda dos Estados Unidos, que apoiavam a nova República.

Cadernos de Política Exterior - Ano 3 • Número 5 • primeiro semestre de 2017

Autor: IPRI
Ementa: Trata-se de uma publicação semestral que reúne textos sobre política externa e relações internacionais do Brasil. Esta edição inicia-se com artigo do ministro de Estado das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, a respeito da recente aprovação do Tratado das Nações Unidas sobre a Proibição de Armas Nucleares e o papel do Brasil em sua negociação.

Diplomacia Presidencial - História e crítica

Autor: Sérgio Danese
Ementa: O livro analisa o desempenho de grandes figuras históricas como diplomatas, para mostrar que a diplomacia de chefes de estado e de governo só pode ser compreendida como um exercício de liderança, uma combinação entre a política interna e a política externa de qualquer país que a utilize.

Formação da Diplomacia Econômica do Brasil - Volume II

Autor: Paulo Roberto de Almeida
Ementa: O livro examina, em dois volumes, a formação da diplomacia econômica no Brasil, desde as primeiras etapas (1808 e 1822), até a emergência, mais perto do final do Império, de uma diplomacia madura e segura na defesa dos interesses nacionais. A obra analisa ainda o desenvolvimento dessa diplomacia econômica ao longo da era republicana, numa síntese quanto aos elementos de ruptura e de continuidade de nossas relações econômicas internacionais.

Formação da Diplomacia Econômica do Brasil - Volume I

Autor: Paulo Roberto de Almeida
Ementa: O livro examina, em dois volumes, a formação da diplomacia econômica no Brasil, desde as primeiras etapas (1808 e 1822), até a emergência, mais perto do final do Império, de uma diplomacia madura e segura na defesa dos interesses nacionais. A obra analisa ainda o desenvolvimento dessa diplomacia econômica ao longo da era republicana, numa síntese quanto aos elementos de ruptura e de continuidade de nossas relações econômicas internacionais.

Plano Nacional de Ação sobre Mulheres, Paz e Segurança

Organizadores: FUNAG/MRE/Ministério da Defesa/Ministério da Justiça/Segurança Pública e Secretaria de Políticas para as Mulheres
Ementa: Lançado em 8 de março de 2017, Dia Internacional da Mulher, o "Plano Nacional de Ação sobre Mulheres, Paz e Segurança" reforça o compromisso do Brasil com a promoção da paz, da segurança internacional e da igualdade de gênero. A publicação é resultado de trabalho conjunto do Itamaraty, o Ministério da Defesa, o Ministério da Justiça e Segurança Pública e a Secretaria de Políticas para as Mulheres, com apoio da ONU-Mulheres e do Instituto Igarapé. O Plano Nacional de Ação tem o objetivo de fortalecer o cumprimento pelo Brasil da Resolução 1325 (2000) do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) e suas resoluções subsequentes sobre o tema mulheres, paz e segurança.

Os desafios e oportunidades na Relação Brasil-Ásia na perspectiva de Jovens Diplomatas

Organizador: Pedro Henrique Batista Barbosa
Ementa: Trata-se de iniciativa inédita que reúne ensaios de jovens diplomatas a respeito da evolução do panorama internacional, a partir da ascensão da região da Ásia‑Pacífico. Analisa questões que raramente recebem a devida atenção no debate público ou nas discussões acadêmicas e, em seu conjunto, oferece material rico para refletir de maneira mais sistemática sobre como lidar com um mundo cada vez mais Ásia-cêntrico.

Egito - Revolução e Contrarrevolução (2011-2015)

Autor: Luiz Eduardo Fonseca de Carvalho Gonçalves
Ementa: A presente obra, originalmente tese para o Curso de Altos Estudos do Instituto Rio Branco (IRBr), faz uma introdução ao contexto do Egito no período de cinco anos que se estende da insurreição popular contra Hosni Mubarak, em 2011, à consolidação, em 2015, de um novo sistema político sob Abdel Fattah El-Sisi.

Barão do Rio-Branco Cadernos de Notas: A questão entre o Brasil e a França
(Maio de 1895 a Abril de 1901). Volume IV (1899)"O Embate, Parte II"

Autor: Affonso José Santos
Ementa: O presente volume, com o subtítulo “O Embate Parte II”, traz os relatos do barão em seus cadernos de notas nos anos de 1895, início da etapa definitiva para se chegar à solução final do problema fronteiriço entre o Brasil e a Guiana Francesa, e 1901. Ao todo serão cinco volumes que fazem um levantamento minucioso do processo pelo qual se encaminhou a solução do problema fronteiriço entre o Brasil e a França.

A Security Council for the 21st Century Challenges and Prospects

Editores: Eugênio Vargas Garcia, Maria Clara de Paula Tusco e Sérgio Eduardo Moreira Lima
Ementa: O livro é resultado do seminário internacional “A Security Council for the 21º Century Challenges and Prospects” realizado, em Brasília, na sala San Tiago Dantas, no Palácio Itamaraty, em 23 de junho de 2016. Organizado pelo Departamento de Organismos Internacionais do Ministério das Relações Exteriores e pela FUNAG, o objetivo do evento foi reunir acadêmicos, representantes do governo, de organismos internacionais, da sociedade civil e da mídia para um debate sobre os desafios enfrentados pelo Conselho de Segurança e suas perspectivas.

Barão do Rio-Branco - Cadernos de Notas: A questão entre o Brasil e a França (Maio de 1895 a Abril de 1901). Volume III (1897-1898)"O Embate, Parte 1"

Autor: Affonso José Santos
Ementa: Este volume, intitulado "O Embate Parte I", traz os relatos dos cadernos do barão do Rio Branco nos anos de 1897 e 1898 sobre o embate entre Brasil e a França na solução da disputa sobre a Guiana Francesa, a mais longa e uma das mais intricadas na formação e consolidação do território brasileiro.

The Universal Obligation Of Nuclear Disarmament

Autor: Antônio Augusto Cançado Trindade
Ementa: Em 2016, a CIJ rejeitou por oito votos a oito (e voto de minerva do presidente), as demandas das Ilhas Marshall contra as potências nucleares sobre o tema de desarmamento nuclear. Então, o juiz brasileiro apresentou voto dissidente, na qual sustentou que a CIJ tem jurisdição sobre a matéria e deveria ter procedido ao exame do seu mérito. Assinalou que há hoje uma opinio juris communis formada a respeito da ilegalidade das armas nucleares, como se pode depreender das séries de resoluções da Assembleia Geral das Nações Unidas, a que se agregam soluções do Conselho de Segurança e pronunciamentos do Secretário-Geral. Além disso, recordou que a Carta das Nações Unidas é atenta aos povos e assim tem sido no ciclo recente de Conferências Mundiais das Nações Unidas. Defendeu, enfim, tratar-se de tema que afeta a humanidade como um todo e a razão de humanidade prevalece sobre a razão de Estado. O livro tem prefácio assinado pelo embaixador Sergio de Queiroz Duarte

Diplomacia Pública e Imagem do Brasil no Século XXI

Autor: Carlos Luís Duarte Villanova
Ementa: Originalmente uma tese para o Curso de Altos Estudos do Instituto Rio Branco, a publicação propõe-se a analisar os processos de formulação da comunicação na Presidência da República no período entre 2003 e 2011. O objetivo da análise é, segundo o autor, colaborar para o desenvolvimento de uma diplomacia pública baseada na institucionalização de políticas e iniciativas integradas no governo brasileiro.

Edmundo P. Barbosa da Silva e a Construção da Diplomacia Econômica Brasileira

Autor: Rogério de Souza Farias
Ementa: Diplomata de carreira, Edmundo Penna Barbosa da Silva (1917-2012) exerceu papel crucial nas negociações em favor do comércio externo brasileiro, sendo personalidade central do desenvolvimentismo da década de 1950. Foi articulador da diplomacia econômica na busca de capital estrangeiro, na elevação das tarifas aduaneiras, no aumento de laços com os vizinhos, bem como na reabertura das relações comerciais com a União Soviética. A obra tem o prefácio assinado pelo embaixador Marcilio Marques Moreira.

Cadernos do CHDD ano 15 • número 29 • segundo semestre 2016

Autor: Fundação Alexandre de Gusmão, Centro de História e Documentação Diplomática
Ementa: Esta edição apresenta dois conjuntos de documentos. O primeiro, com análises dos professores Alain El Youssef e Isadora Moura Mota, completa a publicação dos ofícios da legação brasileira em Washington, correspondentes aos anos 1863 a 1865. Já o segundo documento traz a correspondência do embaixador Carlos Magalhães Azeredo, que chefiou a nossa representação no Vaticano entre 1919 e 1933, cuja apresentação é do embaixador Luiz Felipe de Seixas Corrêa.

Formação das Fronteiras Latino-Americanas

Autor: Fábio Aristimunho Vargas
Ementa: A partir do exame das diferentes conceituações de fronteira, a publicação analisa o histórico da configuração dos limites entre os países da região. Trata, em seguida, do regime jurídico vigente em cada uma das linhas limítrofes, bem como dos litígios territoriais presentes e passados. O livro é prefaciado pelo embaixador Synesio Sampaio Goes Filho.

Barão do Rio-Branco - Cadernos de Notas: A questão entre o Brasil e a França (Maio de 1895 a Abril de 1901). Volume II (1896) "Primeiros Passos"

Autor: Affonso José Santos
Ementa: A presente publicação, volume II da obra em epígrafe, refere-se ano de 1896, quando Rio-Branco se dedicou às suas pesquisas, com vistas a adiantar o trabalho de redação da Memória inicial. Paralelamente, encontrou tempo para o estudo da questão de limites com a Guiana inglesa e traçou a linha de ação a ser desenvolvida nessa matéria por Sousa Corrêa, então, ministro plenipotenciário em Londres. Afora o quadro acima, este volume busca resumir alguns pontos de interesse, ligados à questão com a França, e outros que, de maneira menos direta, refletiam sobre sua vida, tanto profissional como pessoal.

The Non-Proliferation Treaty and Latin America as a Nuclear Weapon-free Zone Brazil

Autor: Paulo Wrobel
Ementa: A publicação, escrita em 1991 e submetida ao Departamento de Estudos de Guerra do King's College em Londres, analisa a evolução das políticas brasileiras em relação ao regime de não proliferação nuclear. O principal argumento desenvolvido pelo autor ao longo de sua investigação é que a busca do Brasil pelo desenvolvimento da tecnologia nuclear não resultou de uma suposta disputa de armas nucleares nem de um projeto claro para construir uma arma atômica.

Direito Ambiental - O legado de Geraldo Eulalio do Nascimento e Silva

Organizadores: Paulo Borba Casella, Raphael Carvalho e Ely Caetano Xavier
Ementa: O livro reúne artigos escritos pelo embaixador Nascimento e Silva na fase preparatória para a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro em 1992, bem como ensaios, alguns inéditos sobre seus desdobramentos. Trata-se de uma publicação, editada em homenagem ao centenário do nascimento do autor, que se destacou em sua carreira diplomática na promoção do multilateralismo e do Direito Internacional Publico.

Brasileiros nos Estados Unidos - Meio século (re)fazendo a América (1960–2010)

Autor: Álvaro Eduardo de Castro e Lima Alanni de Lacerda Barbosa de Castro
Ementa: Com uma visão analítica, mas também vivencial, a publicação se propõe a contribuir para a compreensão do fenômeno migratório, em direção a políticas e ações de apoio aos imigrantes brasileiros nos Estados Unidos e no mundo. Além de dados e informações provenientes de pesquisas de campo e bibliográficas, a obra traz, sobretudo, vasto repertório a propósito dessa travessia.

Do Rio de Janeiro a Istambul - Contrastes e conexões entre o Brasil e o Império Otomano (1850-1919)

Autor: Monique Sochaczewski
Ementa: O livro concentra seu foco nas formas pelas quais o Brasil (primeiro Império, depois República), e o Império Otomano atuaram diplomaticamente para se inserir de maneira autônoma no sistema internacional, no período de 1850 até a constituição da Liga das Nações, em 1919.

30 anos da ABC - Visões da Cooperação Técnica Internacional Brasileira

Organizadores: João Almino e Sérgio Eduardo Moreira Lima
Ementa: O livro faz uma reflexão sobre a trajetória percorrida pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC), enriquecendo, assim, a avaliação das três décadas de vida da Agência e da relevância da cooperação técnica internacional para a política externa.

História social da Argentina contemporânea - 2ª edição revisada

Autor: Torcuato S. Di Tella
Ementa: A presente versão do livro constitui iniciativa editorial para promover no Brasil o conhecimento do nosso grande vizinho e parceiro no MERCOSUL. Embora a relação com a Argentina seja estratégica para o País e para o processo de integração regional, existe ainda uma lacuna bibliográfica nos dois países, nas respectivas línguas, português e espanhol, a respeito de narrativas e análises históricas que facilitem o entendimento mútuo. O prólogo é do jornalista Ariel Palacios, correspondente em Buenos Aires e conhecedor da realidade Argentina.

Barão do Rio-Branco - Cadernos de Notas: A questão entre o Brasil e a França (Maio de 1895 a Abril de 1901). Volume I (1895) "O convite"

Autor: Affonso José Santos
Ementa: Este volume corresponde ao período de 1895 a 1901, quando o Rio-Branco colocou-se à disposição do governo brasileiro como ministro encarregado da missão especial de arbitramento sobre o contestado da fronteira entre o Brasil e a Guiana Francesa. A publicação distingue-se pela ampla documentação francesa pesquisada, a par dos registros do barão. Com a leitura da documentação, pode-se avaliar o desempenho do barão como advogado do Brasil na Questão do Amapá - ou contestado entre o Brasil e a Guiana Francesa. O prefácio é do embaixador Rubens Ricupero sobre o título "Monumento sem paralelo de pesquisa e erudição."

A importância da Espanha para o Brasil - História e Perspectivas

Organizador: Sérgio Eduardo Moreira Lima
Ementa: A obra reúne textos de diplomatas, historiadores e acadêmicos. Estes lançam um olhar para a evolução das relações diplomáticas entre o Brasil e a Espanha de uma perspectiva histórica. A relação entre o passado e o presente está impregnada das marcas da colonização ibérica nas Américas, que ganha sua dimensão contemporânea na parceria estratégica Brasil-Espanha, e sua expressão humanística na projeção de valores caros aos dois povos com aptidão para promover diálogo intercultural e inter-religioso.

A União Europeia e sua política exterior (História, Instituições e Processo de tomada de decisão)

Autor: Olivier Costa
Ementa: O livro é um verdadeiro guia da União Europeia, dos seus métodos de funcionamento e dos desafios atuais. O autor da obra sintetiza com propriedade as características da União Europeia como uma união econômica e política entre 28 países europeus em constante evolução. Descreve a composição, estrutura e tarefas das suas instituições, ilustra o processo de tomada de decisão na UE e descreve a evolução da política externa da instituição, fornecendo indicações sobre as relações entre a UE e o Brasil.

Brazilian Diplomatic Thought - Policymakers and Agents of Foreign Policy (1750 - 1964) - Volume III

Organizador: José Vicente de Sá Pimentel
Ementa: FUNAG lança o terceiro volume da versão em inglês “Brazilian Diplomatic Thought-Policymakers and Agents of Foreign Policy (1750-1964)”, da coleção História Diplomática. A série trata das concepções fundadoras e dos protagonistas do pensamento diplomático desde Alexandre de Gusmão, passando pelo Império e República e até o início da década de 1960, com um amplo período de modernização da diplomacia nacional. A obra possui uma narrativa sobre a construção do Brasil e do papel desempenhado por seus diplomatas e estadistas, sendo fundamental para a ampliação do conhecimento sobre relações internacionais e política externa brasileira.

BRICS: Studies and Documents

Autores: Renato Baumann, Flávio Damico, Adriana Erthal, Abdenur Maiara Folly, Carlos Márcio Cozendey e Renato G. Flôres Jr.
Ementa: Trata-se da versão em inglês da obra "BRICS: estudos e documentos", publicada em 2015 pela FUNAG. O livro traz a compreensão dos motivos que levaram o Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul a se reunir e buscar um diálogo em relação aos problemas do desenvolvimento global. O BRICS é um mecanismo consolidado de coordenação e cooperação num esforço comum em prol do sistema internacional, do multilateralismo e da capacidade de alcançar globalmente o desenvolvimento humano sustentável.

A Obrigação Universal do Desarmamento Nuclear

Autor: Antônio Augusto Cançado Trindade
Ementa: Em 2016, a CIJ rejeitou por oito votos a oito (e voto de minerva do presidente), as demandas das Ilhas Marshall contra as potências nucleares sobre o tema de desarmamento nuclear. Então, o juiz brasileiro apresentou voto dissidente, na qual sustentou que a CIJ tem jurisdição sobre a matéria e deveria ter procedido ao exame do seu mérito. Assinalou que há hoje uma opinio juris communis formada a respeito da ilegalidade das armas nucleares, como se pode depreender das séries de resoluções da Assembleia Geral das Nações Unidas, a que se agregam soluções do Conselho de Segurança e pronunciamentos do Secretário-Geral. Além disso, recordou que a Carta das Nações Unidas é atenta aos povos e assim tem sido no ciclo recente de Conferências Mundiais das Nações Unidas. Defendeu, enfim, tratar-se de tema que afeta a humanidade como um todo e a razão de humanidade prevalece sobre a razão de Estado.

Cadernos de Política Exterior - ano II - número 4 - segundo semestre de 2016

Autor: Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais
Ementa: A obra dá continuidade à política já adotada nas edições anteriores. Em sua quarta edição, este caderno cobre diferentes temas da agenda diplomática brasileira: artigos, ensaios, discursos sobre as relações internacionais do Brasil e aspectos diversos do cenário político mundial de interesse para o País. Esta edição é iniciada pelo artigo publicado pelo presidente da República, Michel Temer, a respeito da diplomacia presidencial a serviço do Brasil. A seguir, o então ministro das Relações Exteriores, José Serra, e sua contraparte da Argentina, Susana Malcorra, discorrem sobre a mais importante interface regional do Brasil e a do Mercosul. Em seguida, seguem, entre outros, a palestra do embaixador Sérgio Eduardo Moreira Lima sobre a política externa brasileira, proferida na abertura da V CORE, em Belém, Pará, e o artigo “BRICS, de Fortaleza a Goa”, de Kenneth Felix Haczynski da Nóbrega, que analisa o percurso realizado por esse agrupamento de países ao longo dos últimos anos e enfatiza a continuidade de suas ações no plano global.

A Integração Brasil-Argentina - História de uma idéia na "visão do outro" - 2ª edição

Autor: Alessandro Candeas
Ementa: O livro apresenta um panorama das relações bilaterais e da aliança estratégica Brasil-Argentina, a fim de ampliar o conhecimento na área da política externa. O objeto da obra é apontar, nos planos das ideias e da história, a transição do relacionamento bilateral de um padrão de rivalidade para o de cooperação e, gradualmente, integração. A primeira edição foi publicada em 2010.

Brazilian Diplomatic Thought - Policymakers and Agents of Foreign Policy (1750 - 1964) - Volume II

Organizador: José Vicente de Sá Pimentel
Ementa: FUNAG lança o segundo, de três volumes, da versão em inglês “Brazilian Diplomatic Thought-Policymakers and Agents of Foreign Policy (1750-1964)”, da coleção História Diplomática. A série trata das concepções fundadoras e dos protagonistas do pensamento diplomático desde Alexandre de Gusmão, passando pelo Império e República e até o início da década de 1960, com um amplo período de modernização da diplomacia nacional. A obra possui uma narrativa sobre a construção do Brasil e do papel desempenhado por seus diplomatas e estadistas, sendo fundamental para a ampliação do conhecimento sobre relações internacionais e política externa brasileira.